• Cida Chagas

Como estimular adolescentes a lerem (mais)?


Incentivar adolescentes a lerem e sentirem prazer na leitura é um grande desejo para os pais.




Ler tem muitas vantagens e com o tempo descobrimos que ler ajuda a:


• comunicar e compartilhar ideias;

• estar informado;

• compreender as instruções;

• mergulhar em universos que estimulam a imaginação;

• desenvolver paciência e capacidade de concentração;

• preservar a memória (os escritos permanecem);

• acessar conhecimentos acumulados ao longo do tempo;

• desenvolver o pensamento crítico.


Mas, acima de tudo devemos saber que ler é divertido. A gente tem diversos estágios de aprendizagem da leitura, começa desde quando somos bebês ao manipular livros com imagens até independente tomamos um livro para leitura conforme nossos gostos. O problema é que chega em uma determinada idade que diminuímos o nosso interesse pela leitura, alguns especialistas em educação dizem que isso ocorre por volta dos onze anos quando nos sentimos mais autônomos, ou seja, quando não somos mais crianças.

Aí o grande desafio que as mães e os pais sentem é fazer os seus adolescentes trocarem a tela pelos livros. E não aqueles livros que a escola obriga ler, mas aqueles livros que a gente lê por que pode ser divertido. Se pudermos enfrentar esse desafio sem muita dificuldade, teremos a alegria de ver adolescentes devorando uma série de livros de todos os gêneros sem nunca parecerem entediados.


Para ganharmos essa parada, o livro ou a tela, temos que traçar algumas estratégias para incentivar a leitura em nos futuros adultos.



Primeiro. Descubra os interesses


O amor pela leitura é contagiante e pode até pegar, desde que você encontre o livro certo. Para ajudarmos a desenvolver o amor pela leitura, devemos sugerir livros relacionados aos interesses dos adolescentes.


· Podemos começar pela biografia de um artista favorito. Youtubers, por exemplo, é uma boa pedida. Vários deles já lançaram livros. Vale também pensar em celebridades de outras redes sociais;


· Um livro sobre um país que gostaria de viajar ou que foi cenário de algum filme famoso;


· Um romance com personagens que se pareçam com o adolescente ou a adolescente. Sempre funciona por que a pessoa gosta de se ver em cada passagem do livro. Isso pode até levar a se inspirar;


· Livros em audiobook pode ser uma outra boa ideia para estimular a leitura nos adolescentes. Quando estiver fazendo o esporte preferido, andando de bicicleta, trancado no quarto por que não quer ver ninguém, ou até mesmo naquela viagem de carro com a família. O tempo passa mais rápido quando estamos na boa companhia de um livro.



Segundo. Observe as tendências


Como qualquer pessoa, adolescentes não estão imunes à influência, pelo contrário, estão bastante expostos a elas, então é bom antes de oferecermos qualquer livro, explorarmos as tendências. Devemos saber:


· O autor/a autora mais popular entre os adolescentes. Devemos lembrar que é só uma porta para encontramos outros autores nem tão populares, mas com uma boa literatura para esse público;


· Os títulos dos livros que ouvimos em todos os lugares;


· Os livros que estão no topo de vendas. Não que iremos oferecer só por que o livro está vendendo mais. O que vamos analisar é o tipo de livro e as histórias que contam para que possamos decidir o que vale a pena.



Terceiro. Devemos compartilhar a nossa leitura


O prazer da leitura é contagiante. Ao compartilharmos as nossas paixões literárias com outras pessoas, sobretudo adolescentes, podemos também transmitir o nosso entusiasmo.


Então, mãos a obras, vamos compartilhar. Quer se trate de livros que já lemos há anos atrás ou na semana passada, não importa. O que importa é que vamos lançar a centelha no coração de alguém.



Quarto. Visita a bibliotecas e livrarias


Acreditamos que nada substitui o contato com os livros. É estamos dizendo o contato físico, ainda não. Somos tecnológicos, mas precisamos bastante do contato físico o que significa que gostamos de tocar, sentir o peso, o cheiro, ver e passar a mão na capa de um livro. Muita gente compra o livro pela capa. Todos esses sentidos podem estimular o desejo por um livro.


A visita a bibliotecas e livrarias proporciona esses estímulos sensoriais. Devemos visitar regularmente por que são ótimos espaços também para descobrirmos novos e novas autores e autoras e de quebra conseguirmos um autógrafo com dedicatória.



Quinto. Seja exemplo


Não só crianças imitam adultos, adolescentes também e nada melhor do que dizer e fazer. Mostrar como se faz e que é possível se divertir e se concentrar em um livro é uma estratégia importante para ampliar a leitura entre esse grupo. Nada de “faça o que eu digo, não faça o que eu faço”.


Após uma refeição ou uma tarde de fim de semana, por que não mergulhar em um bom livro? Uma escapada literária com toda a família, em um piquenique com livros é uma boa pedida.



Sexto. Nichos de livros


Deixar livros espalhados pela casa. Bingo! Não, não vira bagunça.


Podemos fazer nichos específicos. Se deixarmos livros no banheiro de casa, com certeza, alguém vai pegar para ler ali mesmo.



Sétimo. Já que não vai por amor, então vai pela dor


Nem tanto, mas podemos estabelecer um dia sem tela. Essa é para pais e mães que desejam que os seus adolescentes façam algo naquele dia que está proibido pegar em tela, qualquer tela. O ideal é que sejam livros não-obrigatórios, livros que se lê apenas pelo belo e puro prazer de ler.


Prontos para colocarem em prática essas estratégias?


Quer mais dicas sobre o mundo inexplorado da adolescência, se inscreva para receber a nossa newsletter.


Posts Em Destaque
Arquivo